fbpx

Blog

a psicanálise dos contos de fada
Pós Graduação Todos os artigos

A Psicanálise dos Contos de Fadas

A psicanálise dos contos de fada é uma área de estudo que contribui para o desenvolvimento de forma lúdica.

Contar histórias é uma ação que transcende o tempo, a escrita, o cinema e qualquer coisa que possa pensar agora.

Nesse sentido, as histórias estão no âmago da nossa necessidade de comunicar e a partir disso surgiram maneiras de se concretizar. Desde os desenhos pré-históricos às produções multimilionárias de animação.

O Recheio das histórias não são nada infantis

Claro que, entre os homens das cavernas e a indústria de animação está a evolução do ser humano, que percebeu a oportunidade de trazer para as histórias infantis, ensinamentos e pensamentos sobre a existência e o sentido da vida.

Entretanto, os contos de fadas, lendas e fábulas se referem aos acontecimentos e paisagens locais e eram contadas verbalmente. As histórias transmitidas de geração em geração também aumentavam ou diminuíam, dependendo do ânimo do contador!

Assim eram construídas as histórias, de forma simples e fluida, livres de passagens descritivas e monólogos interiores.

Eram povoadas por personagens cotidianos e suas descrições eram obvias: florestas são densas, princesas são bonitas, os bonzinhos são sempre bonzinhos e os malvados, sempre malvados.

Como a Psicanálise entra nos contos de fada?

Partindo do princípio que adultos transmitem as lendas e contos para as crianças, compreendemos que elementos sejam transmitidos de acordo com o entendimento de cada um.

É aí que a psicanálise entra – nas entrelinhas.

Para Jung, os contos de fada têm origem nas camadas profundas do inconsciente, comuns à psique de todos. “Dão expressão a processos inconscientes e sua narração provoca a revitalização desses processos restabelecendo assim a conexão entre consciente e inconsciente”.

Através desse e tantos outros estudos sobre a relação entre os contos de fada e a psique humana, surge a nossa curiosidade para entender o que há por trás de uma simples história.

A Psicanálise dos Contos de Fada

De acordo com Bruno Bettelheim, em seu livro: A psicanálise dos contos de fadas, “a criança, à medida que se desenvolve, deve aprender passo a passo a se entender melhor e com isso, torna-se mais capaz de entender os outros e, eventualmente, pode se relacionar com eles de forma mutuamente satisfatória e significativa. (pág. 10)”

A partir dessa perspectiva, os contos de fadas passam a ser para a criança, histórias que contribuem, de certa maneira, para que ela possa imaginar-se como o personagem, vivenciando aspectos muito próximos à sua realidade.

Por intermédio dos contos estão as lições de bravura e coragem, benevolência, gratidão, resiliência, esperteza e por aí vai!

Entretanto, a aplicabilidade em sala de aula é assunto do Curso de Pós Graduação “A Psicanálise dos Contos de Fada”, onde aprofundamos o tema para que o educador tenha subsídios didáticos para transmitir, bem como perceber as nuances terapêuticas do assunto.

Aprendendo e Evoluindo

Se você é educador da rede municipal de ensino, vai gostar de saber que esse curso conta pontos para sua evolução funcional.

Acumulando pontos você poderá saltar de enquadramento e assim obter aumento de salário, independentemente dos aumentos dados por decreto!

Para entender como isso funciona, acesse aqui: