Pós-graduação

Arte e Educação

Gratuito
Arte-e-Educação-1200×560
  • Habilitação: Arte e Educação
  • Modalidade: Presencial
  • Instituição: Faculdade Casa Branca – FACAB
  • Credenciamento: Portaria MEC nº 1.578, de 28/10/1999, publicada no D.O.U. de 03/11/1999.
  • Carga horária total: 420 Horas
  • Modalidade: Presencial e Online

Objetivos

Oferecer aos alunos e profissionais interessados no assunto, especialização sobre práticas educativas, procedimentos e reflexões sobre a arte como linguagem e seus pressupostos educacionais.

Público-Alvo

Direcionado aos graduados nas diversas áreas ligadas à Educação e demais profissionais portadores de diploma de curso superior devidamente credenciado, que pretendam se aprofundar nos assuntos ligados a Arte e Educação, para trabalhar de forma crítica, ética e reflexiva, em prol de uma educação de qualidade para todos os cidadãos e do bem-estar da sociedade como um todo.

 

Investimento*

Pós EAD: R$200,00 + 12x R$99,00

Pós EAD + 4 Extensões**: R$200,00 + 12x R$119,00

Pós Presencial + 4 Extensões**: R$200,00 + 12x R$149,00

Pós EAD + 4 Extensões** + 3 Publicações de Artigo: R$200,00 + 12x R$159,00

* Valor pago até o vencimento
** 2 extensões de 120h e 2 de 45h

 

Eu li e concordo com os termos de contrato do curso

  • Currículo Escolar e o Ensino de Arte

    36 Horas - Currículo: definições e conceitos. Construção do currículo e o projeto pedagógico da escola. Arte: significado e importância para a educação básica. As atividades expressivas e sua pedagogia. | Bibliografia Básica: CORREA, AYRTON e NUNES, A. L., R. O ensino das artes visuais: uma abordagem simbólico cultural. Santa Maria: Editora UFSM, 2007. EDWARDS, C., GANDINI, L., FORMAN, G. As cem linguagens da criança: abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Porto Alegre: ArtMed, 1999. RINALDI, C. O Currículo Emergente e o Construtivismo Social. IN: EDWARDS, C., GANDINI, L., FORMAN, G. As cem linguagens da criança: abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Porto Alegre: ArtMed, 1999.

    Nenhum item nessa sessão
  • A Arte na Educação

    36 Horas - Conceitos de Arte e de Educação. Histórico da construção do conhecimento artístico. Expressão simbólica, criatividade. Diferentes modalidades de expressões artísticas e suas aplicações na escola. Estudo dos fundamentos epistemológicos da educação. Fundamentos teóricos da educação. Diferentes concepções de educação. A educação na atualidade. Arte e Educação: possibilidades de integração. | Bibliografia Básica: BARBOSA, A. M. (Org.) Arte-Educação Contemporânea. Consonâncias Internacionais. São Paulo: Cortez, 2005. BARBOSA, A. M. A imagem no ensino da arte: anos oitenta e novos tempos. São Paulo: Perspectiva, 1996. BITTENCOURT, C. A. C. Arte e Educação. Da Razão Instrumental à Racionalidade Emancipatória. São Paulo: Juruá, 2004.

    Nenhum item nessa sessão
  • Ludicidade, Arte e Educação

    36 Horas - Estudo histórico da ludicidade. A arte como linguagem, construção de sentido e como produto da historia e multiplicidade de culturas. O lúdico como linguagem e elemento didático. As concepções das linguagens artísticas. A relação entre o artístico e o lúdico na contribuição para o processo de ensino-aprendizagem. | Bibliografia Básica: ALMEIDA, D. B. L. de. Sobre brinquedos e infância: aspectos da experiência e da cultura do brincar. Educ. Soc. [online]. 2006, vol.27, n.95, pp. 541-551. ISSN 0101-7330. ANTUNES, C. Da hora da brincadeira e da aprendizagem para uma nova concepção sobre o papel do brincar. In: ANTUNES, Celso. Educação Infantil: prioridade imprescindível. Rio de Janeiro: Vozes, 2007.; BROUGÉRE, G. A criança e a cultura lúdica. In: KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O brincar e suas teorias. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

    Nenhum item nessa sessão
  • Educação Inclusiva, Arte e Educação

    36 Horas - Evolução histórica da Educação Inclusiva. Considerações sobre transtornos do desenvolvimento e necessidades educacionais especiais. Políticas públicas e legislação. Educação e sociedade Inclusiva. Acessibilidade. A pessoa com necessidades educacionais especiais e o mundo do trabalho. | Bibliografia Básica: CARMO, Apolônio Abadio do. Escola não seriada e inclusão escolar: pedagogia da unidade na diversidade. Uberlândia, MG: EDUFU, 2006. SANTOS, M. T. T. Bem-vindo à escola: a inclusão nas vozes do cotidiano. Rio de Janeiro: DP&A, 2006. WERNER, Jairo. Saúde e educação: desenvolvimento e aprendizagem do aluno. Rio de Janeiro: Griphus, 2005.

    Nenhum item nessa sessão
  • Jogos, Brinquedos e Brincadeiras na Escola

    36 Horas - Concepções e origem dos jogos e das brincadeiras educativas. Limites e potencialidades do uso de brinquedos no ensino de artes. O papel da brincadeira no desenvolvimento da criança. Construção de jogos educativos. | Bibliografia Básica: ANTUNES, C. O jogo e a Educação Infantil: falar e dizer, olhar e ver, escutar e ouvir. 6 ed. Petrópolis: Vozes, 2008.; BROTTO, F. O. Jogos cooperativos – o jogo e o esporte como um exercício de convivência. Santos, SP: Projeto cooperação, 2001.; ELKONIN, D. Psicologia do Jogo. São Paulo: Martins Fontes, 1998; HUIZINGA, JOHANN. Homo Ludens: o jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 1993.

    Nenhum item nessa sessão
  • Musicalidade e o Processo Educativo

    36 Horas - A presença da música na Educação. A construção do conhecimento pedagógico musical. O processo de musicalização na educação infantil. As diferentes fontes sonoras: a voz, o corpo, materiais sonoros disponíveis, notações ou representações diversas. As fontes sonoras e o registro musical nas instituições de educação infantil e ensino fundamental. | Bibliografia Básica: ANNUNZIATO, V. R. Jogando com os sons e brincando com a música. São Paulo: Paulinas, 2002; ____________. Jogando com os sons e brincando com a música II: interagindo com a arte musical. São Paulo: Paulinas, 2003.; LOUREIRO, A. M. A. O ensino da música na escola fundamental. Campinas, SP: Papirus, 2003.; SNYDERS, Georges. A escola pode ensinar as alegrias da música? São Paulo: Cortez, 1992.

    Nenhum item nessa sessão
  • Didática do Ensino Superior

    36 Horas - Pressupostos e características da didática. O contexto da prática pedagógica. A construção de uma proposta de ensino/aprendizagem. O trabalho didático e o comprometimento com a totalidade do processo educativo. Sistematização do conteúdo e formas de construção do conhecimento. Tendências pedagógicas no processo de ensinar e aprender: prática docente. Planejamento de ensino: conceito, características, tipos, elementos estruturais-objetos, conteúdo, procedimentos e avaliação. | Bibliografia Básica: GADOTTI, Moacir e Romão, José E. (org.). Educação de jovens e adultos: teoria, prática e proposta. São Paulo: Cortez, 2000.; LIBÂNEO, J. C. Didática. Editora Contexto, São Paulo, 2006; ___________. Tendências pedagógicas na prática escolar. Democratização da escola pública; a pedagogia crítico-social dos conteúdos. 6ª ed., São Paulo, Loyola, 1984. LUCKESI, CIPRIANO CARLOS. Avaliação da Aprendizagem Escolar: Estudos e Proposições. 18o edição, São Paulo, Ed. Cortez, 2006.; MASETTO, Marcos Tarciso. Didática - Aula como centro, São Paulo: FTD, 1996.

    Nenhum item nessa sessão
  • Psicologia da Aprendizagem

    36 Horas - Ensino e aprendizagem na Universidade. Criatividade na sala de aula. A importância de fatores motivacionais. Elementos do processo ensino-aprendizagem com adultos. A pesquisa psicológica na aprendizagem de adultos. Mecanismos Psicológicos da Aprendizagem e o processo de informações. As principais teorias da aprendizagem. | Bibliografia Básica: ANASTASIOU, L; ALVES, L. (orgs.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho docente em aula. 6 ed. Joinville: Univille, 2006. ANTUNES, Celso. Trabalhando habilidades: construindo ideias. São Paulo: Scipione, 2001.; ____________. Novas maneiras de ensinar, novas maneiras de aprender. Porto Alegre: Artmed, 2002. MASETTO, Marcos Tarciso. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus Editorial, 2003a. ______________ (org.). Docência na universidade. Campinas: Papirus, 1998. 112p. MORIN, E. Os desafios da complexidade. In: MORIN, E. (Org.). A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001. MORIN, E. Educação e Complexidade: os sete saberes e outros ensaios. São Paulo: Cortês, 2009.

    Nenhum item nessa sessão
  • Metodologia da Pesquisa

    36 Horas - Pesquisa cientifica: conceito científico de pesquisa, ética e tipos de pesquisa. Projeto de pesquisa: elementos, projeto bibliográfico. Escolha e análise de tema. Procedimentos para coleta de dados; organização, apresentação, análise e interpretação de dados; Referências; Regras e normas para apresentação de trabalhos científicos. | Bibliografia Básica: KÖCHE, J. C. Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e iniciação à pesquisa. 26. Ed. Petrópolis: Vozes, 2009. LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. de A. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo, SP: Atlas, 1991. 270 p. SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 13. ed. São Paulo: Cortez, 1986. 237 p. TEBEROSKY, A. Aprendendo a escrever: perspectivas psicológicas e implicações educacionais. São Paulo: Ática, 2002.

    Nenhum item nessa sessão
  • Antropologia

    36 Horas - As correntes do pensamento antropológico no que diz respeito à descrição, interpretação e análise das formas de organização social dos agrupamentos humanos. As correntes do pensamento antropológico no que diz respeito à descrição, interpretação e análise das formas de organização social dos agrupamentos humanos. Os debates que marcaram a trajetória da disciplina e as noções-chave da Antropologia Social. Oscilação das abordagens entre o funcionalismo, estrutura e o processo como instrumentos analíticos para compreender as dinâmicas sociais na experiência humana. Conceitos de parentesco, trocas materiais e simbólicas, constituição social da pessoa, pensamento simbólico, mito e ritual, permanência e mudança. As noções de alteridade e etnocentrismo, a formação de representações e identidades sociais, os encontros interculturais. Apresentação da Antropologia como ciência do “outro” e introdução ao método etnográfico. | Bibliografia Básica: DA MATTA, Roberto. 1983. Relativizando: Uma Introdução à Antropologia. Social. Petrópolis: Vozes. LÉVI-STRAUSS, Claude. 1976. “Raça e História.” In LÉVI-STRAUSS, Claude Antropologia Estrutural Dois. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro. MORIN, E. Educação e Complexidade: os sete saberes e outros ensaios. São Paulo: Cortês, 2009. ROUSSEAU, Jean Jacques. 2008. Discurso Sobre A Origem e os Fundamentos da Desigualdade entre os Homens. Porto Alegre: L&PM Editores.

    Nenhum item nessa sessão

Instrutor