fbpx

Blog

calculo evolução
Evolução Funcional Todos os artigos

Dúvidas sobre a Evolução Funcional no CAT 3 da Prefeitura de São Paulo

As dúvidas sobre a evolução funcional na carreira de educadores da Prefeitura de São Paulo são frequentes e aqui você vai encontrar, de forma clara e objetiva, a explicação sobre como funciona a evolução funcional no CAT 3 da Prefeitura de São Paulo.

Frequentemente fazemos o cálculo de evolução funcional para os professores que procuram o IMEP e eles tomam um susto, pois percebem que já poderiam receber um salário muito maior do que recebem de fato.

Isso ocorre porque as promoções por mérito podem acelerar o seu processo evolutivo, ao invés de esperar a evolução por tempo de serviço.

Veja como funciona a evolução funcional dos educadores da Prefeitura de São Paulo.

Enquadramento

Sendo educador da rede de ensino municipal você deve ter uma referência (QPE) e um GRAU, representado por uma letra que indica sua posição na tabela funcional, pode ser de A à E.

As promoções podem ocorrer como mudança de letra e/ou de número. Isso envolve o seu empenho com cursos, especializações, avaliação de performance e tempo de serviço.

Pode parecer confuso e demorado, mas não é. Veja como é mais fácil do que você imagina!

Saltar de enquadramento é bem possível!

Todo profissional que ingressa na Prefeitura, se enquadra no estágio probatório e deve permanecer por 3 anos sem promoção.

A vantagem está em aproveitar esse período para fazer cursos e adquirir as pontuações necessárias para mudar de QPE.

Você pode dar “saltos” de QPE de acordo com a pontuação que você acumular.

Com a estratégia de carreira adequada, você pode saltar do QPE14 para o QPE16 por exemplo, isso gera um aumento nos seus vencimentos de aproximadamente 6,5%

De acordo com a tabela abaixo, por exemplo: Um professor do Cat3, no QPE-14, precisa de 9 pontos para evoluir para o QPE-15 ou 22,5 pontos para saltar para QPE16.

evolução funcional

Fonte: IMEP

Planejando você consegue!

Conseguir os 22,5 pontos pode parecer difícil, mas não é! O que você precisa é de um bom planejamento! Veja como:

Assim como, cada mês trabalhado vale 0,3 pontos na contagem por tempo. Considerando que os três primeiros anos (36 meses) não há evolução por causa do estágio probatório, esse período se transforma em 10,8 pontos, veja o cálculo:

0,3 pontos por mês trabalhado x 36 meses = 10,8 pontos

Portanto, apenas por tempo já é possível mudar de QPE-14 para o QPE-15.

Partindo desse princípio, saltar para o QPE-16 ficou bem mais perto, pois faltam 11,7 pontos para atingir a pontuação de 22,5 – conforme a tabela evolutiva apresentada acima.

Entretanto, durante os 3 anos do estágio probatório você pode optar pelo pacote de 12 pontos do IMEP que contém 1 Licenciatura + 4 extensões + 1 Pós e evoluir em conhecimento além de acumular a pontuação necessária para saltar de QPE14 para QPE16

Também pode optar por um pacote de 10 pontos e completar o restante da pontuação com cursos do sindicato que valem 0,5 pontos cada.

Evolução por antiguidade (por tempo de serviço)

Essa modalidade é bem simples de entender, pois como o próprio nome diz, ela ocorre pelo tempo de efetivo serviço, porém como vimos no cálculo anterior, cada ano trabalhado equivale a 3,6 pontos (0,3 pontos por mês X 12 meses)

Esperar a evolução por tempo é um desperdício de tempo! Veja como:

De acordo com o mesmo exemplo de QPE14 para QPE 16, o funcionário precisa de 6 anos de serviço sendo que: fazendo os cursos você pode saltar em 3 anos!

Além de obter o conhecimento e desenvolver-se como profissional!

Veja a tabela de evolução por tempo:

evolução por tempo

Fonte: Manual de evolução funcional SIMPEEM 

Pontuação por cursos Referendados

Contudo, além de pontuar e contribuir para sua evolução funcional, essa é uma excelente maneira de acumular títulos e conhecimento, evoluindo profissionalmente e intelectualmente.

Veja a pontuação que você pode obter com os cursos e graduações.

cursos referendados

Importante mencionar que os cursos só podem ser utilizados para promoção quando concluídos até 31 de dezembro do ano anterior ao da solicitação de mudança de letra.

Certifique-se de buscar entidades parceiras da Prefeitura de São Paulo como o IMEP, por exemplo, para que a pontuação seja de fato aceita em seu prontuário.

Como consultar os cursos cadastrados e já utilizados em promoções anteriores.

Atualmente você acessa o site da Prefeitura (www.areaprivada.prefeitura.gov.br) com seu Login e senha para ver as informações de holerites. Além disso, você poderá encontrar uma área destinada a Vida Funcional.

Em “cursos, eventos e atividades” estão todos os cursos cadastrados com a carga horária, tipo (validados ou referendados) e o ano de conclusão. Em outras palavras, tudo o que você precisa saber estará ali.

Essa informação sobre o ano é muito importante para verificar quais os cursos dentro do período de solicitação para promoção.

Cálculo de Evolução Funcional

Como você percebeu, existem várias maneiras de evoluir!

Você pode fazer o cálculo, gratuitamente, com um dos nossos atendentes – e sem compromisso algum!

Não perca tempo! Entre em contato agora mesmo!