fbpx

Blog

Apoio ao Professor eLearning Especialização Evolução Funcional

A utilização de máscaras aumentou a dificuldade de comunicação para os surdos.

Você sabia que 3,2% dos brasileiros são surdos? A utilização de máscaras aumentou a dificuldade de comunicação para os surdos, deixando essa população ainda mais isolada.

Embora necessária, a utilização de máscaras, que passou a ser parte da rotina dos brasileiros, tem sido uma situação desafiadora para os surdos. 

Isso porque, ao cobrir a boca, perdemos uma parcela importante da forma de se comunicar. Razão pela qual, mesmo os ouvintes apresentam dificuldade de compreender uns aos outros.

A movimentação da boca e expressões faciais também fazem parte da comunicação, 

 

Segundo o Ministério da Saúde, 5,8 milhões de brasileiros enfrentam algum tipo de surdez. O ideal seria que todos nós, surdos e não surdos, soubéssemos nos comunicar por Libras (lingua brasileira de sinais)

Em nosso canal do youtube tem um bate papo muito interessante com a Professora Katia sobre inclusão, Libras, discriminação e muito mais!

Existe uma grande parcela de pessoas que usam aparelho de surdez e complementam a compreensão da comunicação com a leitura labial. 

Nesse sentido que algumas pessoas adaptaram a máscara para que ela tenha uma parte transparente, permitindo que se veja a movimentação dos lábios.

 

Os escudos de acrílico também facilitam muito a comunicação pois deixam o rosto todo livre além de proteger contra o novo coronavírus.

A importância de aprender Libras

A Libras – Língua Brasileira de Sinais é uma forma de linguagem natural, criada para promover a inclusão social de deficientes auditivos, reconhecida pela Lei de nº 10.436 como como uma das línguas oficiais do país, sendo regulada pelo Decreto nº 5.626/2005. 

Portanto, Libras é um idioma e como tal, sofre constante alteração e atualização de linguagem, gírias, etc.

 

O que diferencia a Língua de Sinais das demais é que, no lugar do som, utiliza os gestos como meio de comunicação, marcados por movimentos específicos realizados com as mãos e combinados com expressões corporais e faciais. 

Por ser um idioma, deveria ser ensinado nas escolas!

Assim como vemos necessidade de aprender inglês ou espanhol, aprender Libras é fundamental para o desenvolvimento nos aspectos social e emocional, não apenas do deficiente auditivo, mas também de todos que fazem parte do seu convívio.

 Ainda assim, o ensino da Língua de Sinais é bastante precário no Brasil. Muitos deficientes auditivos aprendem a linguagem em centros voltados exclusivamente para pessoas com deficiência.

Evolua profissionalmente e contribua para um país mais inclusivo.

Aprender a Língua Brasileira de Sinais é evoluir pessoal e profissionalmente, além de incluir e fazer com que a sociedade seja mais receptiva e dê mais acesso e oportunidades às pessoas que sofrem de surdez. 

O domínio de Libras é um grande destaque no currículo profissional. Além do enriquecimento cultural, o profissional pode destacar-se principalmente se a empresa em que trabalha houver algum deficiente auditivo. 

 

Com a Lei nº 10.436, que torna obrigatório o setor público atender deficientes auditivos por meio da Língua Brasileira de Sinais, o que torna esse profissional muito requisitado nas empresas. 

Possibilitar a integração no âmbito educacional

Ter conhecimento de Libras é fundamental no setor pedagógico, pois as instituições educacionais têm por obrigação serem locais de inclusão e integração, nem excluir nenhum aluno por conta de alguma deficiência. Portanto, é muito importante que os profissionais da área de Pedagogia saibam Libras.

Nesse sentido, quanto mais nos aproximamos das dificuldades do outro,mais compreendemos o mundo e ampliamos nossa capacidade de contribuir positivamente para um cenário mais justo e equivalente.

 

Acesse o site do IMEP e veja o curso de Libras e muito mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *